O topo de funil é o momento de descoberta de um problema. É nesse contexto que o negócio mostra ao potencial cliente que ele possui uma necessidade, além de ser crucial para o início da jornada de compra responsável por levá-lo até o produto ou serviço da sua empresa!

Quando pensamos no processo de venda de um produto ou serviço, devemos considerar a jornada de compra. Essa jornada é dividida em três etapas, sendo elas: topo de funil, meio e fundo.

O topo de funil é o primeiro passo para começar a atrair cada vez mais pessoas para o seu negócio e torná-lo rentável.

Quer entender um pouco mais sobre esse processo, o que é topo de funil e como ele pode ajudar a sua empresa a crescer? Continue a leitura!

O que é topo de funil?

O topo de funil é o primeiro estágio da jornada de compra, no qual os usuários estão começando a descobrir um novo problema e uma nova necessidade. Nessa fase inicial, o usuário ainda não possui intenção clara de compra, o que impossibilita uma comunicação mais direta.

Por que o topo de funil é importante?

O topo de funil ajuda a sua empresa de diversas maneiras. A primeira delas é com a educação do mercado, permitindo que cada vez mais pessoas entrem em contato com a seu negócio de forma orgânica e sem a intenção clara de venda.

Um outro benefício marcante do topo de funil é a possibilidade de aumentar a atração de pessoas para o seu negócio. Quando produzimos conteúdos para educar o mercado, se bem feitos, eles poderão melhorar o posicionamento da sua marca nos mecanismos de busca. Como consequência, aumentam-se as visitas orgânicas e têm-se resultados cada vez mais significativos para o seu negócio.

Quais são os tipos de conteúdo para topo de funil?

Para trabalhar uma boa estratégia de topo de funil, é fundamental estruturar ações com conteúdos específicos e focados no momento de compra de cada um dos seus clientes.

1. Posts em blogs

Ter conteúdos no blog focados no topo de funil é uma das estratégias mais comuns (e mais eficazes) de trabalhar esse momento da jornada de compra.

Foque em conteúdos que ajudarão a sua persona a descobrir uma necessidade que estava adormecida e trabalhar a descoberta desse problema.

Nesse momento, é preciso entender quem é o seu público e quais palavras-chave costumam ser utilizadas em cada etapa da jornada de compra. Crie conteúdos baseados nessas palavras-chave e promova seus conteúdos para que cada vez mais pessoas entrem em contato com esses materiais de qualidade.

2. Publicações em redes sociais

As publicações em redes sociais são, tradicionalmente, uma forma de se relacionar com o seu público de forma simples e prática.

Dessa forma, quando pensamos no topo de funil, essas plataformas são uma excelente maneira de criar conteúdos básicos que geram engajamento e despertam a necessidade nos seus possíveis clientes.

3. Newsletters

As newsletters são uma forma muito interessante de construir uma boa estratégia com topo de funil. Elas podem trabalhar conteúdos diversos que, aos poucos, guiam o leitor ao ponto mais importante de todo esse trabalho: considerar a sua empresa como uma possível solução para aquela necessidade recém-descoberta.

Trabalhe a newsletter enquanto uma forma de relacionamento direto e leve junto aos seus possíveis clientes.

Os conteúdos de topo de funil são a melhor maneira de educar o mercado e atrair cada vez mais pessoas para a sua empresa. Com eles, você conseguirá aumentar o número de possíveis clientes que entrarão na jornada de compra do seu negócio e poderão ser convertidos em vendas, aumentando sua rentabilidade.

Gostou deste conteúdo? Compartilhe com seus amigos nas redes sociais!