No início do ano, é fundamental fazer um novo planejamento de marketing. Nesse documento, precisamos inserir os resultados do ano passado, as expectativas para o novo ano e, a partir daí, as metas e tarefas que ajudarão a alcançar os números esperados.

Pensando nisso, separamos algumas das ações de marketing digital mais interessantes para aplicar em 2019, focando sempre na rentabilidade e na sustentabilidade do seu negócio. Continue a leitura para saber mais sobre o tema!

1. Produção de conteúdo

A primeira ação de marketing digital para o novo ano é a produção de conteúdo. Essa estratégia está se tornando uma tendência entre as empresas, graças ao marketing de conteúdo e ao Inbound Marketing.

No entanto, são poucos os profissionais de marketing que realmente atentam aos detalhes da produção: é necessário escolher o modelo de conteúdo adequado para a sua persona, focando sempre na conversão.

Dessa forma, você evita produzir conteúdos sem muita estratégia, reduzindo o investimento de tempo e melhorando os resultados alcançados com as ações.

Blogposts

Os blogposts são o formato de conteúdo mais comum. Eles podem ser trabalhados em diversos tamanhos, explorando as palavras-chave mais interessantes para o seu negócio.

Dentre esses conteúdos, podemos encontrar os posts-satélite. Esses posts são focados em palavras-chave, que, comumente, são head tails, e trabalham como uma verdadeira âncora em seu blog, sendo um conteúdo completo.

Com conteúdos robustos, otimizados para SEO e que respondem às dúvidas dos seus leitores, é possível garantir um bom posicionamento nos resultados de busca do Google, aumentando o seu número de visitas orgânicas.

E-books

Os e-books também são um formato muito comum, mas permanecem eficazes com o passar do tempo. Trata-se de materiais ricos que são oferecidos por meio de landing pages. São chamados também de “materiais de troca”, uma vez que o usuário tem acesso ao seu conteúdo se, em troca, deixar algumas informações relevantes pré-estabelecidas pela empresa, como nome, e-mail, cidade, idade etc.

Os dados solicitados nos formulários de conversão dos e-books devem variar de acordo com o nível de profundidade do material.

Evite pedir informações muito pessoais em conteúdos de topo de funil, por exemplo. O ideal, nesses casos, é se abster e pedir informações mais suaves, como nome e e-mail. No caso de uma empresa regional, solicitar a cidade pode ser uma boa opção.

Conteúdos interativos

Os conteúdos interativos são uma tendência e merecem atenção, já que representam materiais com os quais o usuário consegue interagir, por meio de diversos recursos.

Um dos mais comuns são as lives, realizadas por meio do Instagram ou do próprio YouTube, por exemplo. São vídeos gravados ao vivo, em que os usuários podem comentar em tempo real e ter suas perguntas respondidas quase que instantaneamente.

Algumas plataformas também permitem enquetes dentro dessas lives. Isso significa que, por meio de comentários com hashtags preestabelecidas, por exemplo, é possível mensurar as respostas de forma mais prática e rápida.

Pesquisas

As pesquisas também são conteúdos interessantes. Supondo que você trabalhe no setor de tecnologia, fazer uma pesquisa sobre o departamento com perspectivas e tendências para o próximo ano pode ser interessante.

Esses conteúdos costumam ter bastantes links externos, o que auxilia consideravelmente na conquista de backlinks para o seu site. Esses links, se vindos de sites confiáveis, ajudam a melhorar o seu ranqueamento e aumentar o número de visitas orgânicas à sua página.

2. SEO (Search Engine Optimization)

O investimento em SEO também pode ser considerado. Um dos erros mais comuns das empresas é achar que SEO é apenas sobre conteúdos de um blog. Na verdade, essa estratégia abrange conteúdos do blog, do site, classe alt das imagens e até fatores no código-fonte.

O tempo de carregamento da página, por exemplo, é um fator que influencia consideravelmente no SEO do seu site e, por isso, é preciso ficar de olho nesse indicador.

Existem algumas ferramentas que podem auxiliar na descoberta de quais fatores precisam ser otimizados para que o seu site siga todas as diretrizes e melhores práticas de SEO estabelecidas pelo Google.

3. Redes sociais

O investimento em redes sociais é muito comum, e é bem provável que a sua empresa já o faça. Mas será que ele está sendo feito de forma correta? Antes de qualquer coisa, precisamos entender qual é o objetivo dessas plataformas.

Mesmo que elas permitam uma comunicação com anúncios de produtos e serviços, seu principal objetivo é o relacionamento. Por isso, para 2019, crie uma estratégia de relacionamento, fidelização de clientes e gestão de crise dentro das plataformas.

Não se esqueça de monitorar o que os usuários falam publicamente sobre a sua marca e seus concorrentes. Com esses comentários, é possível ter insights valiosos para o seu negócio.

4. CRO (Conversion Rate Optimization)

O CRO, estratégia de otimização de conversão, é uma forma de otimizar os resultados das suas ações de marketing digital. Nesse momento, são feitos testes A/B de diversos fatores que influenciam na conversão e no bom funcionamento das suas estratégias, melhorando os resultados e otimizando os investimentos.

Podem ser analisados:

  • textos de anúncios;
  • cores dos botões dos anúncios;
  • textos dos botões dos anúncios;
  • formulários das páginas de conversão;
  • CTAs de páginas de conversão;
  • argumentos de venda;
  • etc.

5. Automação de marketing

A automação de marketing veio para tornar o relacionamento com o cliente mais simples e personalizado.

Por meio dessas ferramentas, é possível criar sequências de e-mail que sejam focadas nas preferências dos seus leads, coletadas por meio dos formulários de conversão nas landing pages e do tema dos materiais baixados por cada um deles.

Com o disparo automático, sua empresa cria um laço com os clientes e prospects, mantendo-se sempre na mente do consumidor no momento da decisão de compra.

O link building nada mais é do que uma estratégia de conquista de links externos, que acontece por meio de indicações orgânicas (como o caso das pesquisas que explicamos na produção de conteúdo), ou por meio de guest posts.

Os guest posts são uma forma estratégica de conseguir links e um aumento interessante do número de visitas.

Para executar essa ação, encontre alguma empresa que trabalha no mesmo mercado que você, mas que não é uma concorrente. Nesse momento, é hora de se relacionar com o setor de marketing e sugerir o guest post: sua empresa escreverá um conteúdo que será publicado no blog do parceiro, e vice-versa. Essa prática gera backlinks para ambos os sites e pode favorecer as duas companhias.

Com essas ações de marketing digital para aplicar em 2019, seu planejamento está completo. Não se esqueça de mensurar os resultados mensalmente para otimizar os investimentos e deixar seu objetivo de marketing cada vez mais próximo.

Gostou do nosso conteúdo? Compartilhe-o com seus amigos nas redes sociais!